christa-dodoo-485704-unsplash

Um 2019 com felicidade, força, foco e fluidez.

Agora em novembro de 2018 foi aprovada a lei desburocratização. Até fiz um post no dia, pedindo que alguém me beliscasse, pois não estava acreditando na notícia. E juro: não era fake news.

Absurdo pensar que num país como o nosso, nos dias de hoje e com tanta tecnologia, ainda existisse uma lei que nos obrigasse a pagar a um órgão para dizer que a sua assinatura é sua. Mais ainda, para provar que aquela cópia do documento que você levou, ou pior ainda, que acabou de fazer na frente da pessoa, não é falsificada.

É triste perceber que partimos do pressuposto que sempre alguém estará fraudando o sistema. A responsabilidade de impedir que isso aconteça é do sistema e não de quem faz correto.

Entendo ainda que parte da perpetuação deste atraso absurdo venha do desejo de garantia de benefícios dos detentores dos direitos desses serviços, como fiscais, cartórios de órgãos afins.

Aos menos atentos e aos mais jovens, lembro que o sistema de cartório é uma herança da colonização portuguesa de carimbos, selos e rubricas. Faz tempo que arrastamos isso.

Com o aumento da busca pela transparência, o movimento tecnológico de blockchain, a digitalização de documentos e integração de sistemas, o passo foi dado na alçada federal.

O desafio agora é fazer essa informação chegar a todos e converter isso em agilidade e autonomia para as pessoas que fazem negócios nesse país.

É um passo importante de grande simbolismo e espero que de grande eficácia. Ainda precisamos estender a desburocratização às esferas estaduais e municipais. Você ainda precisa assinar a transferência do carro na frente do assistente do tabelião, para ele provar que a sua assinatura é sua mesmo.

Agilidade nas operações é um dos pressupostos do atual ambiente de negócios: operações comerciais são feitas em nanossegundos, entregas de produtos são medidas em horas e não mais em dias, mudança de processos, de infraestrutura e de estratégias de negócios são constantemente validadas e implementadas.

O passo foi dado no sentido permitir mais negócios e garantir um ambiente mais competitivo para nosso país ocupe seu verdadeiro lugar no cenário de negócios global. Mas isso só acontece com o ambiente interno equilibrado, ético, dinâmico e competitivo.

Vamos dar mais um passo?

Compartilhe essas ideias

www.alessandrosaade.com.br

Ale Saade

© All rights reserved